sábado, 9 de janeiro de 2010

Dalva e Herivelton


Foi uma minissérie bem interessante... Ao contrário da história da Maysa ,que foi ao ar em janeiro de 2009, não conhecia quase nada da Dalva de Oliveira. Pra dizer a verdade de Dalva eu só lembrava da música "Bandeira Branca", porque eu ia numa matinê de baile infantil de carnaval, lá por volta dos meus 7 a 10 anos de idade e sempre sabíamos que o baile tinha terminado quando tocava essa música, que bem mais tarde vim a saber que era dela...

Bem... a minissérie foi em 5 capítulos, os 3 primeiros eu odiei! Porque tudo me parecia um grande clichê: Mulher com talento, vivendo em função de um marido machista e infiel... Nada que a gente ainda não veja nos dia de hoje... rs

Mas no quarto capítulo, eu adoooorei a virada que a Dalva deu. Sendo definitivamente abandonada por Herivelton, ela decide seguir a sua carreira sozinha... Se torna uma estrela e o Herivelton afunda... Todos ficam do lado dela e ele é repudiado pelo público e pela classe artística... quá, quá, quá... Qualquer mulher que tenha visto deve ter adorado essa virada, porque ele aprontou muito e mereceu! Tá certo que o temperamento da Dalva não era fácil, mas isso não justifica a infidelidade e falta de respeito dele... Bem feitoooooo!

O último capítulo foi emocionante e triste!

Interessante observar como os homens tem uma capacidade incrível de refazer a vida amorosa! Seja porque eles pegam a primeira pra não ficarem sozinhos, ou porque a sociedade os beneficia mesmo!

A Lourdes, mulher por quem Herivelton trocou a Dalva, se mostrou uma grande mulher. Se ela foi tudo aquilo que apareceu na minissérie é de tirar o chápeu! Digna, cheia de amor próprio, segura e teve uma postura muito correta em relação à Dalva...

Interessante uma hora que a Dalva diz pra Lourdes que não tinha nada contra ela, que o problema dela era com o Herivelton, que se não fosse a Lourdes, teria sido outra, e que pelo menos a Lourdes tratava muito bem os filhos da Dalva quando ficavam com o Herivelton...

Eu penso assim, não fico com raiva da mulher por quem sou trocada e isso já aconteceu comigo... Sempre acho que meu compromisso era com o cara, foi ele que traiu meus sentimentos, a mulher é só o "objeto" da traíção, porque se não fosse com aquela, certamente seria com outra... Quando o cara se volta pra outras mulheres, por insatisfação com o relacionamento, ou porque está no caráter dele, ninguém segura!

Valeu à pena ter conferido e um destaque especial pra Fafi Siqueira, vivendo a polêmica Derci Gonçalves... Ameeeei e ri muito! Realmente ser Derci naquela época não deveria ser fácil... rs

Carregando imagem

Clique em qualquer lugar para cancelar

Imagem indisponível

Carregando imagem

Clique em qualquer lugar para cancelar

Imagem indisponível

4 comentários:

lpzinho disse...

Oiee Dama!
Assisti ao seriado com um olho no peixe e outro no gato.. mas assisti. E concordo com 100% do seu post em relação a TUDO hauahau sem tirar nem por. A história deles é comum no sentido de que mtas mulheres de talento e sempre capacidade acabam vivendo em função do marido machista, egoísta... sabe-se lá pq... talvez elas enxerguem nele um cara bonitão, de temperamento dificil mas que poderão fazer dele o grande amor de suas vidas.. aquela tradicional e romântica forma da mulher ver o cara com seus olhos apaixonados, deixando de ver verdadeiramente como eles são.... aff
Nem td homem é Herivelto, nem toda mulher é Dalva e voltando ao seriado eu adorei o q vc disse tb sobre a virada dela... PENA que nem td mundo veja um filme, um seriado ou leia um livro e perceba estas 'sutilezas'...
E enfim... mto tempo atrás na loja onde eu costumava comprar discos tinha uma seção de discos de vinil ainda e nela um álbum lacrado de Dalva de Oliveira... DUPLO. Não era coisa antiga, era remasterizado e tals.. mas eu que nem conhecia ela, apenas de ouvido comprei o produto e passei dias ouvindo. Meus pais achando que eu tinha surtado ahahha mas sempre fui assim, som é algo atemporal... e vale a pena conhecer. Pena novamente... que esta minisérie não tenha tido grande repercussão como outras! Beeeijoooooo meu e mto carinho!!

Da Silva disse...

Pergunta que não quer calar:

Porque Globo passa porcaria no melhor horário e guarda o filé (as minisséries) para um horário proibitivo?

bjs

PS: Não tenha medo, teremos oportunidades, eu posso sentir.

CARLA ROCHA disse...

Querida Dama, estamos em sintonia em relação a esta minissérie..rsrs

Cara mulherengo na minha modesta opinião: NÃO TEM CONSERTO!!!! NEM ATRAVÉS DE MILÊNIOS DE TERAPIA COM O PRÓPRIO FREUD!

Ser Dercy e ser mulher naquela época DEUS ME LIVRE!!!! GRAÇAS AOS CÉUS ESTAMOS NESTA ÉPOCA, às vezes ainda aos trancos e barrancos, mas certamente mais livres, em todos os sentidos! Outro dia estava èm um bar bem bacana com meu marido e pensando: antigamente uam mulher sozinha em um bar daria o que falar! Ou só o fato dela estar num bar... OBRIGADA SENHOR POR VIVERMOS AGORA!!!
Beijo grande e uma semana iluminada!

Se o "se" não tivesse ficado só no "se" disse...

A atrasilda aqui só leu hoje esse post, tú acredita? Assisti a minissérie inteira e no último dia tive que ir viajar...perdi, hahahahaha....
No final do post vc falou que não fica com raiva da mulher pela qual é trocada, bom, eu acho que vc está certíssima, mas uma vez eu fiquei com muita raiva, pois a dita cuja era minha amiga e se apaixonou pelo meu namorado na época pelo o que eu falava dele pra ela...bom, aprendi a não nunca mais fazer propaganda ...rá.