sexta-feira, 2 de abril de 2010

Chico Xavier, meu ídolo!

A doutrina espírita chegou na minha vida de uma forma quase que "imposta" pela espiritualidade. Uma época quando pensei em me matar, apareceu um livro espírita “Nosso Lar” em cima da televisão da minha casa, um rapaz tinha emprestado para meu irmão ( que nunca leu). Seria o acaso? Não acredito no acaso… Eu li e me encantei. Desisti da idéia do suicídio.

Depois disso muita água rolou embaixo da ponte, eu voltei a me afastar do espiritismo, tentar o suicídio duas vezes, mas a idéia daquele livro nunca me saiu da mente, ficou entranhada em mim… Anos mais tarde eu voltei a reencontrar o espiritismo e dessa vez pra valer… Acho que li centenas de livros… Li muitos mesmo, chegava a ler um livro por semana. Amo o Livro dos Espíritos, que sempre releio! E frequento centros espiritas há mais de 10 anos… Hoje estou num bem pertinho aqui de casa. O espiritismo me salvou de mim mesma, trouxe um pouco de calma e resignação pra minha alma atormentada e revoltada por essência… Ele me melhorou… Só por isso valeu muito à pena. Minha família seguiu a Doutrina espírita por minha causa, hoje todos são espíritas, uns com mais convicção… rs

O espiritismo é a minha religião, não frequento outra, não me interesso por outra, até porque conheci muitas, que não trouxeram as respostas que me convenceram


Chico Xavier é a expressão maior do espiritismo no Brasil. Adoraria ter conhecido o Chico! Ele é um grande ídolo pra mim! Li uma biografia dele, que infelizmente não lembo o nome e chorei muito quando fui tomando conhecimento das dificuldades que ele passou. Como a pessoa pode se superar tanto?! Ele não foi um santo sem defeitos, ele teve muitos momentos de fraqueza e revolta, mas superou todos e superou a si mesmo. É um exemplo total de ser humano, mesmo para os que não acreditam na doutrina espírita.

Hoje estréia o filme "Chico Xavier", no dia que ele completaria 100 anos se estivesse vivo. Estou louca pra ver o filme sobre sua vida que espero que retrate de forma fiel o que Chico foi e continua sendo lá na espiritualidade...

P.S.: Esse post foi inspirado por um comentário que fiz nesse post do meu querido Lpzinho.

Carregando imagem

Clique em qualquer lugar para cancelar

Imagem indisponível

Carregando imagem

Clique em qualquer lugar para cancelar

Imagem indisponível

4 comentários:

Celamar Maione disse...

Dama,
que lembrança linda você faz no dia de hoje!
Também vou assistir ao filme de Chico, com certeza.
Eu li o livro "As Vidas de Chico" do Marcel Souto Maior . O filme é baseado nele.
Você sabe que sou espírita. Nasci espírita e acreditando na reencarnação. Só ela para explicar tantas diferenças , e mesmo assim, não acredito que a vida seja " SÒ " o que vivemos, vai muito além do nosso entendimento.
Acredito também que estamos engatinhando no espiritismo. Ainda há muito para saber e aprender.
Chico é um espírito iluminado e veio ao mundo, assim como Buda e outros avatares, para ajudar no progresso da humanidade.
Espírito evoluído que é, suportou com bravura todos os dissabores. Não era fácil ser Chico. O fardo dele era muito pesado.
Enfim, o espiritismo nos " salva" de nós mesmos.
Continue lendo e frequentando a doutrina. E lembre-se que a evolução é única. Pessoal. Intransferível.
Eu também li e estudei a doutrina, mas muito ainda tenho que ler e praticar, nem me fale.... Porém, hoje meu caminho é outro e não posso me " entregar" a doutrina como antes.
Que a " DOUTRINA" espírita entre em você. Eu me esforço para isso todos os dias.
Um grande beijo !!

Bill Falcão disse...

Não sou religioso, dama cinzenta, mas tenho a maior admiração por gente do bem, como Chico Xavier ou Madre Teresa de Calcutá.
E um bjooo!!!

Laly Ribeiro disse...

É bem verdade o que sua amiga disse acima, não era fácil ser Chico mas o espirito evoluido conseguiu suportar tudo para que outros pudessem segui-lo.
Atualmente tem crescido mais e mais a aceitação da doutrina espirita, isso é muito bom!!!

Bjks

Jean Valjean disse...

Sou mega simpatizante do Espiritismo. De todas as religiões ocidentais que conheço, é a mais convincente.
Há ainda muitas dúvidas que tenho, mas sei que não vou conseguir resolver. Deixo de lado. A vida acaba respondendo, aqui ou depois da morte.
O Chico, na minha opinião, é um santo.