sexta-feira, 20 de junho de 2014

Acontecimento bizarro!!

Terça-feira, 17/06, dia de jogo do Brasil, resolvi dar uma volta num bar que conheço, que fica bem animado nessas datas festivas. Chegando lá, vi que tava bem animado. Um grupo musical tocava e não pensei duas vezes para cair dentro do samba. Logo um cara se aproximou e a gente acabou ficando. 

Ficamos por lá mais um tempo até que saiu uma briga feia e acabou a festa. O grupo recolheu os instrumentos e bar fechou as portas. Daí, eu e o carinha resolvemos dar uma volta por outros bares. Circulamos, rimos, bebemos muuuuito. Foi divertido e acabamos no apartamento dele. Rolou uma transa.

Tarde da noite, deveria ser 1 da manhã. Ele me trouxe em casa. Foi quando ele percebeu que tinha sangue nas minha pernas. Eu não tinha percebido até então. Já estava muito perto de casa e me apressei para entrar. Ele quis me ajudar, mas disse que não precisava.  Assim que entrei, não sangrava apenas, o sangue jorrava de forma assustadora. Eu sem saber o que fazer fiquei andando de um lado para o outro no hall do prédio. E em cada lugar que eu parava formava uma poça de sangue. Com medo de desmaiar ali entrei para meu apartamento. Fui direto para debaixo do chuveiro e fiquei lá muito tempo até que aquilo diminuísse.

Diminuiu mas continuou. Está diminuindo a cada dia um pouco mais. Hoje já fui ao médico e tal e estou medicada. 

Mas a questão toda foi o dia seguinte. Evidentemente o rastro de sangue foi até a entrada da minha porta e todos assim souberam quem foi a pessoa que sangrou. Daí foi um tal de gente interfonar para meu apartamento, tocar na minha porta, para saber o que aconteceu e eu apenas dizia que tinha ocorrido um sangramento.

Mas do meu apartamento dava para ouvir as conversas nos corredores, as pessoas dizendo: "Será que ela tá bem?", "Ela é tão legal, não merecia isso". Foi quando eu comecei a me dar conta que os boatos estavam se espalhando. 

No dia seguinte, ontem, vizinhos que nunca falaram muito comigo começaram a me interfonar para dizer que me davam apoio, que eu poderia me abrir, que quem sofre uma violência não pode se calar. Então, para uma dessas pessoas perguntei se o pessoal estava achando que tinha sido estuprada. Daí a moça me confirmou e desmenti, lógico, porque não aconteceu nada disso.

Mas a verdade é que as pessoas estão me olhando com aquele olhar de pena e sei que por mais que desminta isso, vou continuar sendo vista como a estuprada. Surreal, gente!! Quando a gente acha que já aconteceu de tudo com a gente, vem algo e nos surpreende. Essa é uma história que vai ficar para contar.

17 comentários:

Elaine Canha disse...

A intromissão alheia em nossas vidas chega a nível hard! aff!

Bjs

Israel Freitas Silva disse...

Nossa amiga, vc disse que ia aprontar e aprontou mesmo! (risos). Apesar do incidente espero que tenha sido bom. Bjs!

JuGalante disse...

Não sei eles pensam que tu foi estuprada ou se levou uma bela de uma surra. Enfim, é como tu disse, a verdade já nem importa mais, a história que vai ficar é a criada na mente das pessoas! rs
Beijos querida

Simone Audrei disse...

É bem assim mesmo, as pessoas não querem saber o que aconteceu, elas preferem criar na cabeça delas as histórias mais bizarras, é mais interessante, assim tbm elas tem o que comentar. Fique bem.

Ed Soares disse...

Legal!!! Foi interessante, apesar de tudo.
Seria cômico se não fosse trágico.

Mas o fato Dama è que quanto mais a gente fala do assunto, mas fica sem explicação.

Beijos na alma e muita paz, sempre!

Dentro da Bolha disse...

Não entendi ainda pq esse sangue todo surgiu o.o
E é foda gente falando o que não sabe... vizinho é uma merda por isso!

dentrodabolh.blogspot.com

Ro Fers disse...

Tirando o sangramento e o bafafá nos corredores, a parte boa foi que num simples passeio, rolou uma paquera e resultou em momentos de prazer....
Quem sabe, ocorra outros encontros com o tal garoto...

Beijon!

Madi Muller disse...

Q coisa louca,o povo fantasia e fala coisas sem ter a menor noção...mas tu tá bem mesmo,não teve q fazer exames? Te cuida,guria,fiquei preocupada...

Pandora disse...

Faço minhas as palavras da Elaine Canha: "A intromissão alheia em nossas vidas chega a nível hard! aff!"

Só a graça mesmo!!! Haja paciência!!!

*** Cris *** disse...

Cris, o importante é que você está medicada e bem! Que o resto apenas sirva para vc rir dos fofoqueiros de plantão.Bjs!

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

mais surreal impossível ... como o povo gosta de se intrometer né?

Douglas S.M disse...

Tava tanto tempo sem que virou virgem de novo... deu no que deu... Rs

Rafael Leoni disse...

Eita povo fofoqueiro!!! mas no fim das contas oq causou o sangramento no joelho? Vc se cortou?

beijão

author casulo-online disse...

Se a pessoa soubesse que você tem um blog, já mataria a curiosidade rs
Não dá pra levar sempre para o lado de "vizinho quer fofocar", tem gente que se preocupa mesmo.

jair machado rodrigues disse...

Deixa que digam que pensem que falem...eles não sabem o que dizem, e não sabem mesmo. Apesar de estar meio afastado, muito bom estar aqui contigo Cris.
ps. Carinho respeito e abraço.

Leandro Luz disse...

fazia tempo que não lia você.
Sempre um prazer!

Homem, Homossexual e Pai disse...

legal percebre que as pessoas se preocupam com seus vizinhos e que te acham legal... mas eu fico imaginando todas as teorias e estorias mirabolantes que devem ter criado em cim do rastor de sangue! rsrsrs