quinta-feira, 16 de junho de 2011

Posts nem sempre são uma indireta...


Seria hipócrita se dissesse que certos acontecimentos, tanto aqui na blogosfera, quanto no meu cotidiano, não acabem dando a idéia de um post. Mas normalmente não faço o post direcionado, de uma forma que outras pessoas entrem e sintam que aquilo é um recado. A diferença sutil é que aproveito o ocorrido e faço um post com um assunto ligado ao que aconteceu. Afinal, meus blogs são sobre comportamento humano.

Mas as pessoas tem o hábito de achar que a gente está mandando recado nas entrelinhas de nossos posts. No geral é assim, comigo e com todos os blogueiros.

Alguns blogueiros optam por mandar o recado bem claro a uma pessoa, tanto que ninguém entende muito do que está sendo dito. E quem é objeto do recado entende muito bem.

Por outro lado não vou ser hipócrita de dizer que em alguns momento me é útil tocar em determinado assunto, exatamente quando algo aconteceu naquele sentido. E nunca crio o texto com indiretas, mas com a minha opinião sincera, não sobre o ocorrido, mas sobre o tema.

De que outra maneira um blog sobre comportamento humano existiria? Se não fosse abordando os acontecimentos da vida e dos relacionamentos?

É realmente uma linha sutil que separa uma coisa da outra, mas ela definitivamente existe.

14 comentários:

Cristina disse...

Acho fantástica a forma que você escreve. Como você disse no post que usa acontecimentos, para mim fica difícil perceber que aquilo aconteceu com vc. Eu sempre tenho a impressão que você acordou e resolveu falar sobre a questão.
Eu não sei usar essa linha. Por isso, mesmo sendo chato, procuro nas minhas postagens falar que assuntos que ocorreram comigo. Sempre me coloco nos textos. Sei que parece um diarinho de menina boba, mas é a forma que sei escrever.
O único 10 com louvor que ganhei em uma redação, foi quando me coloquei na história, isso na quarta série, acho que acabei associando esse fato e escrevo dessa forma para ganhar sempre um 10! Rs (bobo engano né rs)
Beijos

RAFAEL disse...

poucas vezes um post meu foi direcionado, mas a gente não pode fazer nada se alguem veste a carapuça né...rs rs rs...

Seus textos são otimos, independente do que fale...sabe que gosto de ouvi-la...pq ler, é o mesmo que ouvir vc contando sobre o assunto..

beijão...bom fim de semana.

Simone Audrei disse...

Dama, quando falamos sobre comportamento, sobre acontecimentos do cotidiano, não tem como, algumas pessoas não se encaixarem no perfil, isso é fato.
Eu já estive dos dois lados do problema, muitas vezes leio posts, tanto seus como de outas pessoas e parece que foi escrito para mim, em compensação, já tive gente vindo tirar satisfação na minha casa, sobre algo que escrevi, e a carapuça simplesmente serviu.
O importante é falarmos aquilo que pensamos, afinal acredito que nossos blogs foram feitos pra isso.
Bj.

Tatiana disse...

Dama querida.
Por isso eu adooooro vir aqui, teus temas picantes, opinioes que eu nao tenho coragem de divulgar...rs...me faz pensar e voce sabe bem, me da otimas ideias para posts de vez em quando.
Acho que muitas vezes,inconscientemente,colocamos a carapuça, coisas do ser humano, mas relendo analiza-se melhor e nos tocamos que não tem nada a ver com a gente,bom...pelo menos no meu caso!!
Algumas vezes me identifico demais, outras sinto aquele alivio por nao me identificar..rs!!
Seres humanos....coisinhas complicadas!!!!!
Beijocas!!!

Senhor Critico disse...

Oi Dama,

Eu "tento" não direcionar minhas postagens, mas como não sei escrever, dai complica. Tipo, Na conversa acho que me expresso melhor devido o tom de voz, a espressão corporal e etc, dai as pessoas me entendem melhor e etc, já no texto ainda não aprendi como fazer isso. Como por exemplo em um comentário que deixei a você a 2 postagens atrás onde digo: "Pena? Claro que não, não existe vitimas" até mesmo eu Relendo 2 dias depois pensei: Nossa, fui agressivo, porem no momento eu estava no estilo meio rindo saca? Acho que é Ironico que chamam isso, não sei nem dizer o modo que tentei me espresar.. É froids, mais preciso fazer aula de português...rsrs
Sobre indiretas, depende de quem lê, quantas milhares de vezes critiquei texto no Café com Mulheres achando ser direcionado a mim só por que uma das autoras é minha EX? Faz parte, se estamos bem vamos rir do texto, se estamos Down vamos chorar e por ai vai.

PS: Quando eu for grosseiro, me avise, só com as pessoas me avisando que posso me policiar e melhorar não só o texto, como a personalidade da vida real.

Beijos

Fê Miceli disse...

Sabe aquele velho ditado: "se a carapuça serviu..."! É mais ou menos isso! Às vezes tb escrevo sobre alguns temas, até mais para desabafar sobre o acontece comigo no cotidiano ou com uma situação específica e sinto nos comentários que uma ou outra pessoa escreve na defensiva achando que aquilo foi desferido contra ela. Viagem total!!!

Mas o que percebo qdo isso acontece é: se doeu tanto assim é pq de fato algo no texto, uma palavra, uma afirmação, uma reclamação tocou nessa pessoa. Então, é porque ela se identifica com o que está escrito. Não foi escrito para ela, mas no final das contas, fez td sentido! rsrsrs

bjão e bom fds!

Suzi disse...

Blog é isso: comentar diversos assuntos, tanto pessoais como com terceiros. Situações, experiências, relatos de amigos ou mesmo com estranhos, enfim, a vida em si!
Colocamos a nossa opinião e, nem todos, pensarão como nós. É óbvio que, em alguns temas que postarmos, alguns leitores poderão se sentir ofendidos ou mesmo acharão que aquilo foi remetido a eles.

Tudo depende como visualizamos o texto.. Pode ser que aquilo que está sendo dito, nos 'violente' de alguma forma. Mas, como nem todos pensam iguais...

O que acredito que temos que demonstrar na nossa escrita, acima de tudo, seja o respeito... E, mesmo que não haja, temos o livre arbítrio de deletarmos ou não.

Primeiro, tentamos argumentar, comentar, enfim, tentarmos entender realmente a essência do autor e do texto. Caso, percebemos que não há como travar uma convivência virtual de respeito e, acima de tudo, com amadurecimento, aí temos que apertar a tecla DEL.

Infelizmente!!!

Beijos

Cacá - José Cláudio disse...

A crônica na minha opinião é exatamente icso, Dama. Como dizia o Nelson Rodrigues: a vida como ela é. A gente se alimenta é do cotidiano. Desde que não firamos pessoas, reputações e dignidades, falar do cotidiano e as idiossincrasias é a nossa pauta diária. Abraços. Paz e bem.

Renata C., UMA EXPATRIADA (esposa, mae, mulher...) disse...

E' tudo verdade! kkk!
Bjs mil!

J@de disse...

Eu sou mais pessoal quando escrevo eu acho, mas como quem me conhece pessoalmente não lê meu blog e os blogueiros que conheço não falam comigo além do blog, eu me sinto mais à vontade... se alguém achar que tem alguma indireta num post meu é pq é paranóico!! hehehehe!!
Beijos!!

Iza disse...

Olá, Cris querida!

É muito difícil quando se escreve sobre o comportamento humano que como leitores não nos encaixemos em uma ou outra questão.
Acredito que o grande diferencial é o nível de amadurecimento de cada um. Já tive épocas em que pensei que estavam a escrever para mim ou de mim.
Já me senti constrangida em muitas vezes que quis escrever sobre comportamento na blogosfera e pensei que poderia estar ofendendo alguém.
Quanto as indiretas, se não posso dizer diretamente a pessoa então guardo o que penso, comigo mesma. Eu detesto indiretas e no cotidiano se não me falam diretamente procuro fingir que não é comigo.

Beijos!

Bicho Maluka Beleza!!! disse...

É isso aí!!! adorei o post! passando pra agradecer...e desejar uma bela semana!!!bjuss =) <3

Roderick Verden disse...

Sou direto, e já usei muito o blog dos delírios para mandar recados. No entanto, acho melhor não citar nomes. Aliás, nem sempre dá pra saber quem é quem no mundo virtual, se tais pessoas, q chegamos até a ter consideração, existem mesmo.

Outro problema, é q costumamos ser mal interpretados: o post nada tem a ver, ou não é uma crítica a uma determinada pessoa, e ela pensa q é...

Minha avó materna era especialista em dar indireta nas pessoas, ferindo, atacando e irritando-as; eu não gosto disso; sou direto e franco.
Abraços

.:*Aline*:. disse...

Acho que todo mundo faz um pouco disso, neh?! Eh normal... porém, algumas pessoas se sentem ofendidas com a cutucada.. vc. por exemplo, tem uma forma de escrever meio ácida (faz jus ao nome do outro blog), às vezes tenho vontade de te bater, mas naum consigo parar de vir aqui.. kkkkkk deve ser tipo amor, bandido. kkkkkkk
Bju, Dama.