domingo, 15 de agosto de 2010

Posts que parecem indiretas...


Quem nunca disse uma indireta pra alguém? Todos nós em algum momento da vida! É um recurso irritante pra deixar a outra pessoa meio desarmada pra te atacar... Mas fazer da indireta um hábito, é um recurso bem covarde. Na nossa vida virtual não poderia deixar de ser diferente, também observamos indiretas em todos os cantos... Mas o que me deixa aborrecida, é alguém achar que tive o trabalho de escrever um post inteiro pra mandar um recado!

Tá bom, gente! Quantos posts nossos são inspirados em acontecimentos com pessoas do nosso dia-a-dia, do nosso trabalho, da nossa família? Pessoas que sequer sonham com a existência dos nossos blogs?! Eu mesma já fiz vários, exemplificando... Mas quando se trata da nossa vida virtual, de quem entra no nosso blog, a coisa complica, porque parece um recado, mas pelo menos quando escrevo, não é!! Apenas é um exemplo, que gerou uma idéia, que virou um post. Do mesmo jeito que acontece com as pessoas que nos rodeiam e que não leem nosso blog! Não estou interessada em agredir alguém, estou interessada em mostrar que aquela situação pode acontecer na vida de qualquer um e quero analisar a questão...

Tive um blog que um amigo lia, um amigo do meu convívio... Um dia, publiquei um post e o cara resolveu me agredir de todas as formas dizendo que o post foi pra ele... Nossa! Fiquei tão chocada com aquilo, que resolvi cortar relações com ele. Pior é que sequer pensei nele na hora que escrevi o texto! Escrevi um email dizendo o quanto achava babaca aquela atitude... Ele me procurou durante um tempo pedindo desculpas, mas ficamos afastados uns dois anos, até que aquilo tudo passasse. Eu me enojei da situação e foi um dos motivos que me fez deletar o blog. Quando resolvi criar esses que tenho hoje, tomei a decisão de não passar o endereço pra ninguém com quem convivesse. Mas duas pessoas do meu convívio tem conhecimento deles... No entanto, procuro evitar de todas as formas que outras fiquem sabendo, porque isso dá muita confusão!

Pior é que algumas pessoas se chateiam com meus posts e deve acontecer com outros blogueiros, achando que estamos mandando uma indireta. Gente! Escrever não é algo fácil! Falar é fácil, porque tem a entonação, os gestos, o olhar, a retificação imediata... Quando escrevemos um texto, ficamos a mercê do humor e das vivências do leitor... Depois que publicamos um texto, perdemos totalmente o controle sobre ele...

P.S: Se possível, leiam o post "Sincericídio", publicado no meu outro blog, complementa a idéia deste post.

20 comentários:

Flor de Lótus disse...

Olá, Dama!Acho que isso acontece porque muitas vezes nos identificamos com certos escritos e as pessoas acabam mesmo achando que é uma indireta para elas, tem uma frase que diz "Cada leitor quando lê é leitor de si mesmo" e é bem isso, de modo algum vc quis dar uma indireta para essa ou aquela pessoa,mas as vezes a pessoa tá tão perturbada que ao ler acha que tu está sim dando uma indireta.
Bom domingo!
Beijoss

lpzinho disse...

Hehehehe sabe o que eu estava pensando? Uma vez eu sei que li no seu blog uma frase ou comentário sobre este assunto, no que se refere a quem lê posts assim... que acabam sendo assuntos que só servem para quem 'teria' que receber a indireta né? Do contrário, o post-indireta acaba não tendo mta validade para quem costuma ler o blog. Isso se acentua no caso de quem posta uma vez por semana, duas por mês, etc. No meu caso que postava td dia ou nos blogs que são atualizados mais de uma vez ao dia ainda vai DESDE que isso não se torne um hábito.
Aliás, este tipo de conduta faz o blog ficar chato, cansativo, medíocre mesmo. Pq a pessoa ao invés de adicionar valor a internet, coloca uma dose pequena de veneno... e com isso pode até conseguir seguidores que vibrem da mesma maneira ou sejam da mesma panelinha mas.. acaba afastando-se do seu público.
Sem falar nisso que vc citou, de alguém se sentir atingido, sem que tenha sido esta a intenção.
Ou pior... como aconteceu comigo já... mandei ver na indireta-direta... mas não adiantou ahhaha
Bom... as vezes tenho vontade de retomar o blog justamente pra poder dizer isso, mas seguro.. respiro.. chuto uma parede, urro, esperneio... e passa a vontade hauahua sério agora, tenho vontade sim mas dai me vem a coisa toda q vc colocou no outro post de hoje, do blog-master!! Pra que apagar incêndio jogando gasolina??

Beeeijo... bom domingo e boa semana!

Ká Blasques disse...

Dama, isso é algo que ocorre com frequência. Já vi isto acontecer com amigos meus até no twitter. A pessoa postou uma coisinha e a outra se doeu toda. Creio que isso nunca aconteceu comigo no twitter pq não sou chegada neste meio social, só escrevo de vez em nunca haha

Mas em blogs, isso já aconteceu comigo, tanto que hoje postei um texto sobre pessoas que não aceitam opiniões diferentes no meu blog e deixei claro: não estou falando de ninguém em especial. Mais claro que isso só desenhando haahaauhaaah

Não podemos deixar que essas pessoas "bloqueiem" os nossos pensamentos e posts. Temos q postar o q pensamos, se alguém achar que a carapuça serve e quiser se doer, problema dele.

É isso.

Beijos

Bill Falcão disse...

Creio que todos nós temos uma certa paranóia, dama cinzenta! Uns mais, outros menos. Já passei por esse negócio de achar que falavam de mim em um post ou até num comentário que li em outro blog.
Geralmente, é porque nos identificamos com aquilo, para o bem ou para o mal. Quando estamos mais calmos, vemos que não fomos a fonte de inspiração para aquele post. Mas, como tem gente nervosinha neste mundo, hein?
E um bjoooo!!!

A Revoluçao Feita por Nós disse...

Olha isso só pode ser considerado normal quando alguem ataca o que escrevemos, pela simples razao das pessoas serem impulsivas e terem tendência para o "homicidio Virtual" involuntário.rs. Muitas gente se "toca" ( não é se tocar mesmo...rs)e fica nervosinha, porque não aceita outra forma de pensamento que não o deles. Então xingam, questionam, se enervão...e duas horas depois, vão na padaria compram pão, colocam manteiga e ficam vendo na TV: "Como mudar a sua mente em Três episódios".È normal..mas é cansativo para nós também! È o preço da inveja...rss

Marliborges disse...

Oi Dama,
Fique fria, liga não. Divirta-se blogando, o resto...é o resto!!!
Bjssssssss

Velhinho Decadente disse...

Hm... mas se o blog é seu, se o espaço é seu, não haveria um direito seu de expressar livremente a sua opinião?
Tomemos como exemplo o cara lá do seu convívio. Vamos supor que alguma coisa que ele fazia irritasse você - só suposição. Você não teria o direito de escrever sobre isso?
Aí o cara vem ler, a carapuça serve, ele fica puto. Ué... ele que reflita: quer continuar fazendo e se sentindo bem, quer passar a mudar de conduta? Quer conversar com a Dama sobre isso? Há tantas hipóteses, que eu não conseguiria esgotá-las aqui.
Se existem os blogs, e se neles nos venha a oportunidade de falar sobre as coisas, ora, quem não gostar que se manifeste, com a mesma coragem com que você se manifestou.
Só que se você, que escreve, diz para o sujeito: "- nêgo, não é com você", e o cara não acredita, o que você pode fazer?
Blogueiro não é Deus; blogueiro não é anjo; blogueiro não é mito. Somos seres humanos e temos um blog. Meu blog será reflexo do que sinto naquele momento.
Não sei por que se cobra tanto de quem resolve escrever para o público...
Compartilho da sua dor e da sua indignação e lhe digo: para mim, se você quis ou não quis dar a mensagem para o sujeito; se a foto que você postou das mulheres bonitas é sua ou não é sua... nada disso importa.
Se o direito de escrever é cerceado de qualquer forma, a liberdade de expressão está tolhida. Sem liberdade a vida é bem menos...

DESASSOSSEGADA disse...

Oi Dama eu tbm procuro não passar o blog para as pessoinhas do meu mundo real pq isso iria gerar muitos conflitos, com essa tal de indireta as pessoas acabam vestido a carapuça e ai a situação fica complicada.
Bjos

::::FER:::: disse...

eu ja acompanhei uma discussão em dois blogs, com as postagens
final de tudo, as amigas se odeiam uma deletou os comentarios do seu badalado blog e a outra segui seu caminho lamentando vez ou outra ela lamenta-se... indiretamente.....



:::FER:::

Jean Valjean disse...

Introdução: até aqui o Decadente me persegue? Isso é karma.
Dama, estou com você a não abro: escrever/ler pega o leitor pelos olhos, enquanto falar/ouvir/imprimir tonalidade à voz/gesticular/mostrar no olhar alguma coisa/exprimir-se na totalidade... tudo isso é muito diferente. Também escrevo e sei bem do que você está falando.
Abreijos!

Tati disse...

oi Dama, primeira vez que visito seu blog e ja me identifiquei com o post.

Sabe eu acho que isso é perseguição, sabe pq?
quem nunca ouviu uma música que vc pára e pensa: nossa! parece que foi escrita pra mim! haha

Me desculpa falar mas se seu amigo se viu no seu post, foi pq a carapuça caiu feito luva ao ver dele não acha?
escrever é bom e eu vou tentar fazer isso da melhor forma nesse blog novo que criei, pq também sou mto boa falando ali ao vivo, mas escrever ainda me trava um pouco.

beijos iluminados pra vc.

Celamar Maione disse...

Dama,
eu não sei quantas pessoas do meu mundo " real" entram nos meus blogs. Se entram, ficam caladinhas e não contam nada.
Não sou de jogar indiretas também . Sou direta.
No blog do Cafa o recado é direto.
Nos outros, ás vezes conto histórias de amigas, mas sempre falo pra elas que vou usar um exemplo da vida delas para escrever. Elas não se importam.
Eu acho que esse negócio de ficar medindo palavras é um saco.
Você não ataca ninguém . Escreve o que pensa. É apenas escritora. Não dá nome, endereço e nem RG. Toda pessoa que escreve e diz o que pensa causa polêmica mesmo. É normal.
Se o " outro" se sentiu atingido, problema é dele. Esse negócio de gente cheia de paranóia é um saco ! Na vida " real", não penso duas vezes, me afasto. São pessoas mal resolvidas, que se acham o CENTRO do universo. Você não pode falar nada que já pensam que estão falando delas.
Bom, vou comentar o outro . Entrei aqui por causa do outro....você me deu trabalho dobrado !! ahahahah!!
Beijos

Atitude: substantivo feminino. disse...

Poucas pessoas sabem do meu tbm..
Não gosto de misturar pessoa física com jurída com virtual..
Bjs!!!

Monica™ disse...

As vezes to tão magoada ou chocada com algum fato q corro pro blog pra desabafar então fica quase inevitavel fazer um post indireta, afinal, a gente nao pode esquecer q está aberto e perdido na rede e pode ferir sem necessidade, pq depois q tudo passa as coisas costumam voltar ao normal. Mas dificilmente os alvos vestem a carapuça, ou são alienados demais ou pq não perdem tempo lendo meu blog hahahahaha.

J@de disse...

Uma vez eu conheci um cara na internet e deixei ele ler meu blog... puta merda o infeliz vivia perguntando porque eu não falei dele, porque eu não escrevi pra ele... ai que inferno!!
Por isso só poucas pessoas que me conhecem leem o blog, eu heim!!
Beijos!!

Niseloka disse...

Eu já fiz post com indiretas, com diretas...mas ainda bem que as pessoas que eu conheço não ficam olhando meu blog, preferem curiar meu orkut.

Marcos disse...

Olha se alguem quiser dizer algo para mim, que seja direto... porque se ficar dando rodeios eu passo batido...

Agora esse cara tá se achando né.... ele não te conhece mesmo, pois tenho certeza que se vc quisesse falar algo para ele não iria fazer rodeios...

bjs

Andrea Pagano disse...

Oi Dama,

Não vou mentir que já fiz isso em meu blog, pois às vezes dá vontade de falar mas não se tem oportunidade... Ai como o assunto vem a calhar, já aproveitei para dar um recado, mas nada muito chato não...Nas entrelinhas, porque jamais vou expor ninguem.

Fiz isso porque a pessoas às vezes deixa comentários que dá entender que é amiga e tudo mais e na verdade não é!

Mas que é chato, ah isso é...
Tem coisas que mesmo que não gostamos, fazemos...Paciência!

Agora, vc me parece que não é de fazer rodeios para falar, mas acredito que não faria em público, portanto seu colega não lhe conhece para ter tido essa atitude.
Pode ser que ele estivesse se sentindo mal e acabou que se enganando... Tem hora que até quando alguém respira do nosso lado é para nos atingir...
Bjs

REVISTA DO ED disse...

Interessante como as coisas são. Dizem que até as pedras se encontram, a ser isso verdade...

O fato é que no meu primeiro blog, hoje instinto eu colocava muitas coisas minhas, coisas pessoais mesmo, sem intensão de ferir ninguém. As vezes acordava daquele jeito, pronto para apenas desabafar e mandava ver. Um certo dia, por um acaso, tava com o ovo virado e me aconteceu uma coisa chata com uma filha de um certo prefeito de minha cidade e pronto, postei a coisa... Isso deu um rolo sem tamanho. Quer dizer, não deu problemas a nivel da cidade, mas como eu tava a fim de uma guria postei algo, que uma outra menina pensou que fosse com ela, que contou pra outra, que falou adiante... Pense!!! Daí a eu vir explicar passo a passo, uma a uma, haja tempo e desperdício de saliva.

Resultado! Deletei o danado e fui me renovando, me renovando e estou aqui com estes meus blogs atuais aonde eu falo o que gosto, da maneira que gosto, sem ter que precisar agradar ninguém, antes tenho que ver se me sinto bem com o que escrevo. Mas, até então, parace que tenho agradado a outros também, uma vez que os comentários são bons... Mas, a gente nunca sabe o dia de amanhã, não é verdade?

Um forte abraço para ti e muita paz, sempre!

Robson Schneider disse...

Na boa? tem horas que umas indiretinhas lavam a alma da gente né não? hehehehe