quarta-feira, 13 de abril de 2011

Difícil dizer como me sinto...


Tenho uma grande dificuldade para expor aqui no blog coisas que acontecem no meu cotidiano, tristezas, alegrias, decepções. Geralmente quando o faço é embutido em um tema, na forma de uma "pincelada". Poucos foram os posts desabafos mesmo. Geralmente os faço quando estou no meu limite.

Queria muito fazer desse blog aqui um lugar que eu mostrasse mais minha outra faceta, o lado menos pensante e mais sentido que existe em mim. No entanto quando leio os textos que estão aqui, me parecem mais focados em opiniões e menos em cotidiano, parecido com o outro blog. Mas continuarei tentando...

Tá bom! Já sei que é meu estilo fazer textos sobre opiniões e tal, mas sinto necessidade de colocar um pouco do que chateia aqui e agora, mas sei que o bloqueio vem do fato de ser muito reservada. Não gosto de conselhos, gosto de resolver minha vida eu comigo mesma e com a interferência de uns poucos amigos. Mas quero exercitar uma forma de escrever do tipo "vim aqui e lavei minha alma". rsrs

Tipos de retorno que me brocham:

- Não fica assim, não, você e tão forte, já passou por tanta coisa, vai superar isso também! - Se eu superei tanta coisa, ótimo, mas o problema atual é o que me atormenta e me enfraquece. Dá para me enxergar como ser humano?

- Não seja negativa, pense positivo que tudo vai melhorar, se você continuar pessimista nada vai se resolver! - Perdi a conta das vezes que fui muito otimista resolver algo que não se resolveu e vice-versa. Conheço algumas pessoas filhas da puta, mal humorada e ranzinza que as coisas boas continuam acontecendo para elas.

- Não guarde mágoas, perdoe e siga em frente! - Atire a primeira pedra aquele que conseguiu nunca guardar mágoas e perdoar todos que te feriram. Se você é essa pessoa, fique feliz, você é praticamente Jesus!

Mas seguirei tentando abstrair esses e outros tipos de frases que a gente lê/escuta, quando abrimos um problema pessoal! Quem sabe esse blog aqui fica do jeito que quero deixar!

31 comentários:

Pattr!cia disse...

Eu as vezes sinto uma tremenda necessidade de desabafar e acabo ouvindo exatamente as mesmas coisas. De outro lado percebi que eu dava as mesmas respostas. Pense positivo, você é forte etc.
Ficava muito chateada com essas coisas, mas por fim aprendi que não podemos exigir dos outros o que eles não sabem dar. Porque vou esperar um super conselho para meu problema se a outra pessoas não sabe dar? E eu também não sei.
Comecei a mudar minha postura e se alguém vier com esses conselhos, eu entendo. São os mesmo que eu sei dar.
Agora quando alguém vem com algum desabafo eu só procuro ouvir. No máximo eu falo: Como você está se sentindo? Qual é a primeira coisa que vem no seu coração para a solução do problema? Se você fizer isso você estará se sentindo melhor?
Parece questionário de psicólogo, mas as pessoas desabafam falando e conseguem achar nelas mesmas a solução.
Beijos

Dama de Cinzas disse...

Pattricia - Realmente tendemos repetir com os outros coisas que não gostamos que façam conosco. Mas tenho absoluta certeza que essas três frases aí não digo para ninguém. Acho que nem bêbada digo essas... ahahah... Odeio de verdade!

Beijocas

Pandora disse...

Não sei se já disse essas palavras, espero que não... Pq penso de verdade que quando vc(eu, qualquer pessoa) está triste tem o direito de está triste, ninguém é feliz todo tempo e as vezes, quase sempre, a vida é uma droga de mar de lágrimas e a gente amolece com isso... Faz parte... Sou do tipo que abre o coração até para gente dentro de ônibus, o que se dirar do blog...

Mas, como duas pessoas que respeito já me disseram, é melhor ter cuidado com quem escolhemos para contar nossas magoas, então de certa forma é bom para vc ser reservada...

Cheros Dama!

.:*Aline*:. disse...

As duas primeiras, confesso q sempre falo.. e não acho que seja ruim.. eh uma forma de tentar levantar a moral da pessoa.. Sei q pode até não surtir efeito algum, mas eu me sinto bem quando alguém vem energicamente tentando me animar. As vezes sou meio Pollyanna mesmo (e com certeza vc me odiaria se me conhecesse rsrsrs). Otimismo e força são essenciais.
A última porém eh mais complicada.. não sou a Madre Tereza pra perdoar tudo, muito pelo contrário.. se me derem uma porrada eu dou duas. Sou uma pessoa boa, mas não boba.. rsrsr
Mesmo não concordando com tudo adooooro as suas colocações.
Um abraço.

Marli Borges disse...

Bom dia Dama!
O jeito mesmo é seguir tentando... abstraindo. Talvez um dia você consiga deixar "esse blog aqui... do jeito que quero deixar." Simples assim. Complicado assim.
Bjsssssss

Atitude do pensar disse...

Dama, desde novinha aprendi que cada pessoa tem a sua forma de sentir e reagir frente aos problemas, mesmo que esses sejam parecidos.
O bacana é poder observar sua essência nos dois blogs, independente da proposta de cada um. Afinal, opiniões dizem sobre quem somos.
Mas boa sorte na proposta.
Bjin,
K.

Riff disse...

Posso estar enganada, mais se fosse mais contundente, mais explícita no sentido de dizer realmente o que a incomoda e como vc. meRmo afirmou: "...mostrando a sua outra faceta", certamente será melhor compreendida.

Saiba que pode parecer q. estou a criticar, mais não é nada disto não...Eu estou é a te compreender, pq. tb. me sinto assim. Sou polêmica verdadeira e muito acelerada, não tô nem ai. Sou assim e ponto final.

Neste nosso mundo virtual eu já fui e voltei várias vezes, como uma Butterfly desarvorada, mais assumo que adoro escrever.

Minhas escritas me causam um certo alívio e me sinto desvasiada, soltando meus suspiros, meus espinhos e opiniões formadas.

Parabéns amei seu novo Blog, continue nesta mesma linha de raciocício e se for para escolher:

ESCOLHA SEMPRE POR VC.MERMA!!!!

Bjitos na alma seu textos está impecável. Show!

Palavras Vagabundas disse...

Dama,
não sei se já falei alguma dessas coisas, acho difícil detesto todas as premissas como conselho. Agora, tenho certeza que já mais falei "Não guarde mágoas, perdoe e siga em frente!", fala sério! Alguém tendando solucionar um problema e neguinho manda perdoar!
Acho que perdão é algo muito íntimo e só nós mesmos sabemos quando é a hora, não perdoamos por que alguém aconselhou que o fizessemos, isso em geral, quando vem da família ou amigos íntimos, gera culpa: Oh que pessoa horrível que eu sou, que não perdoo!
Menina muitos beijos para você.
Jussara

Iza disse...

Agora tive que rir...

Fiquei analisando pois sou analítica demais. Leio os textos sempre lembrando de outra pessoa que possa estar passando pela mesma situação

Não diria frases como a primeira porque acho que uma coisa não depende da outra.

Sou negativa e pessimista e luto para não levar isso ao extremo, mas mesmo assim consegui muita coisa que queria.

Não diria a última frase porque não sei perdoar. Só me afasto e tento tapar a ferida aberta.

E porque eu ri? Por ter várias vezes trocado de blog por me deixarem mensagens assim, quando relatava meus tormentos.

A gente escreve para desafogar as mágoas e libertar a alma se fosse o caso de pedido de socorro passaríamos lendo livros de auto-ajuda.

Beijos!

Luciana disse...

Eu escrevia uns posts e neles mesmos eu já dizia que não era nenhum desabafo e que eu não estava mal nem nada, era apenas pra servir de exemplo e quem sabe outras pessoas que passaram ou colocaram outras na mesma situacão podiam refletir um pouquinho com minha experiência, mas sabe que sempre vinham comentários como esses que você disse que não é muito chegada?!!! Pois é, sempre e da maioria. Acho que na verdade sãoo comentários prontos, nos blogs ou na vida, de quem realmente nem conhece quem está ali por trás do que está escrito ou dito, e nem tem interesse em ler realmente ou ouvir o outro.

Mas acho legal você exercitar esta escrita. Abstrair é tudo.

Beijo

Tatiana disse...

Aiii...morro de saudades quando fico um tempo sem passar pelos teus blogs!!!
É engraçado quando colocamos um post com um certo pensamento e quando os comentarios vêm as vezes levamos um susto com algumas respostas.
Mas acho que nao tem jeito, quando tantos te leem, sao tantas personalidades distintas, tantas opinioes...sempre vao existir aquelas que você abomina...rs.
Vou adorar ler mais sobre o seu cotidiano!!
Saudades de voce minha querida...to twittando..rs.
Beijocas!

♫*Isa Mar disse...

Rsss, eu não consigo deixar de rir de certas coisas que vc escreve, não por deboche ou coisa parecida, você já me conhece bem pra saber que não faço isso
Realmente as pessoas dizem muitos essas frases e eu digo também, mas existem formas e formas de se analisar uma situação.
Na primeira frase, é uma verdade, pois temos essa capacidade de superar as coisas, outros não tem, então sempre é um reforço pra despertar dentro de ti esse mecanismo.
Na segunda frase,é outra meia verdade, pois como vc disse tem gente mal humorada que resolve as coisas, pq não é exatamente o humor que resolve e sim o quanto de intenção que você colocou naquilo. Ás vezes com raiva consigo resolver mais as coisas do que quando estou Zen, depende da situação...
Na terceira tem que se observar que pra você perdoar tem que primeiro entender os motivos pelos quais a pessoa possa ter feito isso ou aquilo. É difícil perdoar só pelo perdão em si, temos que pelo menos ter uma certa noção de como funcionam as coisas na cabeça das pessoas e o que as levam agir de certas maneiras, por ignorância,por inveja, por maldade, por ego enfim...
Como disse a Patrícia lá em cima, as pessoas só dão o que tem, então procuram de alguma forma te ajudar, mesmo que vc não queira, faz parte do mundo blogal rsss
Vou me lembrar disso que vc falou nos próximos comentários e não chover no molhado rsss
Beijos pra ti!

Atitude: substantivo feminino. disse...

Ahhh que isso....esquece isso...tudo vai ficar bem..tudo vai passar...ó..a vida é assim...hoje você ganha e amanhã vc perde...mas no final sempre dá certo. Se não deu, é porque ainda nao chegou ao fim!

Gáátammm,
vc é única do jeito que vc é!

Keila disse...

Pois é... se conselho fosse bom, vendíamos, né? Acho o que ocorre com as pessoas é a idéia de solidariedade... o tal tapinha nas costas que isso logo passa. Sabemos que ninguém faz por mal, as vezes é pura hipocrisia também sabemos. Enfim, somos humanos e escutar esse tipo de coisa não é confortante como tantos acham.

Grande Mulher!!!

bjs

Simone Audrei disse...

Olha Dama, eu não perdoo não, não tenho vocação nenhuma pra Santa, se pisar no meu calo, espere, pode demorar, mas vai ter troco. E quando tenho algo engasgado na garganta, é só apertar um pouquinho que vomito tudo de uma vez. Não guardo nada, desabafo tudo, abro minha vida e mesmo assim já tive câncer duas vezes. Não dizem que quem bota pra fora suas mágoas espanta tudo. Não é bem assim.
Faça do seu jeito, faça como acha que deve fazer, mas não tenha medo de se expor, de parecer frágil. Lembre-se todos temos várias faces.
Beijuuu
Dona Rata

Flor de Lótus disse...

Oi,Dama!eu te entendo, acho uqe as vezes o uqe acontece é que a gente quer partilhar o que está sentindo só isso, não queremos uqe a pessoa nos diga o que fazer ou como fazer para não se sentir assim queremos apenas desabafar e ponto,mas dai as pessoas ficam dando pitaco e dizendo como a gente deve ou não se sentir.
Beijos

Cristina disse...

E aquele infeliz "Dói, dói mesmo, mas passa viu?"
Nossa esse é para cortar os pulsos e jogar sal!
Bjsss

Senhor Critico disse...

Vishhhh

Se eu for desabafar minhas coisas pessoais, tenho certeza que as coisas que te brocham, são as mesmas que me brocham..rsrsrs

Fora que ao contar o que realmente sinto, certeza absoluta que os comentarios que receberei será: Você é Psicopata! rsrsrsrs

Beijos

Bill Falcão disse...

Entendi tudinho! E olha que eu, de vez em quando, até faço uma certa força pra ser um cara otimista e passar uma certa energia positiva pros outros.
Mas, confesso pra você que fiquei enjoado só de ler as tais "frases de apoio" citadas no final do post. Detesto essas coisas e concordo também que muita gente agressiva e emburrada costuma se dar bem na vida. Nós, os educados, nos ferramos!
Bjoo!!

Patrícia Galvão disse...

Talvez eu te entenda. Meu blog é puro desabafo. Para não receber conselhos e condolências mascaro ao máximo o tema real. Algumas vezes escuto coisa que parecem totalmente fora do contexto do que realmente estou passando. Recentemente isso aconteceu com você. E foi incrível! Primeiro foi meio engraçado, o que já foi um grande começo para a dor lacinante que eu estava sentindo. Depois recebi exatamente o que você queria me dar, seu carinho, sua presença, seu apoio. Para mim funciona este método, já ouve quem me chamasse de deprimida constante e até quem me rejeitasse ao me conhecer por descobri que sou alegre e falante. Você vai encontrar sua maneira de abrir-se e receber o que precisa. beijos mil. te admiro muito.

(P.S.: Devo uma explicação. O que realmente aconteceu? Ia dizer aqui, mas descobri que ainda não consigo escrever claramente sobre isso)

J@de disse...

Eu também sou igual a vc, nunca consigo falar nada... hahahaha!!
Eu tô pra ver blog mais pessoal que o meu... eu tenho até andado mais cuidadosa, pq agora tem muita gente conhecida lendo meu blog, mas eu boto mesmo pra fora!!
Mas também me broxa quando eu ouço essas mesmas respostas... fico puta pq parece que a pessoa não pensou, pegou o clichê de dentro do bolso e falou...

Suzi disse...

A melhor forma de ser compreendido é apenas escutar o desabafo e silenciar...
Não há o que falar... São clichês, acima de clichês... Soa meio falso, vazio... No meu blog desabafo sim, claro, nem tudo, porém sempre vomito palavras que estão 'intricados' na minha garganta... Não preciso que me falem nada... Só o desabafo, compensa... Me sinto melhor depois... E, conselhos alheios, é um ato que não escuto mais... Acredito ser mais verdadeiro de pessoas que não conhecemos, do que dos propriamente ditos como nossos amigos...
Um beijo!

Cinderela Descaída disse...

Bom, de mim, você sabe que não vai ler: pensa positivo, perdoa! Na-não! Tem coisas que se pode relevar, mas tem outras que só alguém muito espiritualmente elevado - um Dalai Lama, um Buda, Um JC para perdoar.
O que dá para fazer é ir vivendo um dia após o outro, sofrendo, quando necessário e lutando para melhorar...e rindo quando possível!
bjs

Paula Li disse...

Oi Dama,ao contrário de você eu não tenho problema nenhum em escrever sobre o que me aflige e meu blog foi feito basicamente com este fim rsrsrs.
Blogar se tornou uma minha terapia e espero poder contribuir com meus comentários e não apenas dizer amenidades.
Embora claro, de vez em quando isto aconteça, afinal ninguém é perfeito.
Estou adorando suas visitas, você parece a versão feminina do meu marido!!! Ele também é antissocial.
Bjs

Cacá - José Cláudio disse...

Disse o Manoel de Barros que havia uma moça que gostava de encontrar de vez emquando com suas contradições, pois ficava mais fácil dela ver o seu obíquio. Uma espécie de desprática das normas certinhas. Ele achou certo. Eu vi esse desabafo aqui e também achei certo. Abraços, Dama. paz e bem.

Celamar Maione disse...

Dama,
falar suaviza. Serve para desabafar. Mas resolver o problema, tem jeito não, só a gente pode resolver...
Eu cheguei a conclusão que, por mais q eu fale do meu problema para alguém, não adianta, quem vai ter que resolver sou eu . Sim, e um detalhe, ninguém se importa com os nossos problemas, ninguém ESCUTA o que falamos...é incrível..você fala e a outra pessoa nem aí.
Resolvi me calar. Coloquei um sorriso " colgate" no rosto e sigo com os meus demônios interior tentando resolvê-los.
Não sei se é o certo. Ou o errado. Mas também quem disse que a vida tem explicação ?

Beijos

Santana Filho disse...

Gostei do seu blog; voltarei.

Que os coelhos te encontrem.

Abraço.

Cristine disse...

Ai que bom que eu não sou a única que se sente pior ainda com palavras de "encorajamento". Concordo plenamente com a sua colocação: tanta gente fdp, ranzinza e mal humorada e coisas boas acontecem com elas. Enquanto isso, a Polyana só se f...

Caraca, preciso de alguém que me ajude a reclamar e xingar o mundo, não tentar me convencer que eu preciso ter pensamento positivo. Affff...

Monica™ disse...

Odeio qdo dizem "vc é forte". Argh !!! Deixa eu ser frágil qdo assim for necessário ? Deixa eu ser humana e demonstrar sensibilidade ? Oh gente q não tem o q dizer ...

Beth Blue disse...

Esbarrei no seu blog por acaso, li este texto e embora não te conheça, resolvi mandar um link pro meu último post lá no meu blog:

http://bethblue.blogspot.com/2011/05/voce-se-permite-tristeza.html

Sinceramente, meu blog tem um alto teor pessoal, eu desabafo quando acho necessário (as palavras são terapêuticas)...mas confesso que cada vez menos. É uma tendência normal pra quem bloga há anos, de tentar se expor menos em alguns momentos.

Enfim, se tiver tempo, leia o post e reflita.

um abraço, Beth

Daniela Persil disse...

Bom eu hj estou passando por algo tão semelhante e me vejo exatamente assim...
Escuto das pessoas é assim mesmo!
Caraca quando queria de verdade GRITAR me Ajudem por favor não sei o que fazer, e se eu postar algo tão pessoal ate já tentei mas quando vou ver acho q estou tão exposta que acabo excluindo!!
sei lá tô pessima hj e vi no seu Post q é exatamente isso q vivo!