sexta-feira, 4 de junho de 2010

Como vai minha voz...

Bem... Muitos amigos blogueiros tem me perguntado como vai minha recuperação da cirurgia. Eu diria que bem difícil! Não que eu esteja passando mal, ou coisas do gênero... Sinto muitas dores no pescoço, na área do corte, que estão diminuindo com o passar dos dias, tem o tal repouso vocal e os engasgos...

Os engasgos são constantes. Sim, porque tudo que comia e bebia logo depois da cirurgia era um engasgo com certeza. Acho que o organismo entende que tudo que engulo tem que ir pro pulmão, ao invés do estomâgo. Agora quase não engasgo mais com sólidos, mas com líquidos é constante, e é irritante. Mas o médico já me disse que é assim mesmo e que vai passar, realmente tá melhorando, mas confesso que depois de quase 3 semanas,minha paciência já se acabou... rs

O repouso vocal é o mais chato de tudo... Posso falar muito pouco e baixo. Até porque, nem que eu quisesse conseguiria falar alto. O médico ainda não me liberou pra fonoaudiologia. Se eu tivesse fazendo os exercícios de fono, talvez estivesse melhor, menos rouca, com mais potência de voz. No entanto tenho que esperar a liberação do médico...

Fico enfiada em casa, vendo filmes, lendo, na TV, na internet, no msn... Essas coisas me fazem esquecer que não posso falar. Contato com outras pessoas me irrita profundamente, porque eu estou louca pra conversar, aí quero sair falando e não posso, lembro do que o médico me recomendou, me dá medo de estragar a cirurgia... Enfim, estar em contato com as pessoas me lembra as minhas limitações atuais, então prefiro me isolar... Como sempre faço, se não estou bem, me isolo...

Não! Não me lembrem que posso escrever num bloquinho! Eu odiei ter que escrever em bloquinhos! A comunicação é extremamente lenta e igualmente angustiante!

Tem dias que estou deprimida, outros estou ansiosa, outros estou até bem humorada... Oscilo o tempo todo... Acho que só ficarei bem, quando puder estar em contato com outras pessoas, falando novamente...

Todos os dias saio pra almoçar no restaurante e aproveito pra dar uma volta... é a hora que pego um pouco da enegia de estar em contato com outras pessoas, sem a necessidade de falar... Até me acalmo bastante nessas horas...

Se minha voz melhorou? Sim melhorou, percebo que o tom está diferente, melhor. Mas ainda muito precisa ser feito na fonoaudiologia.

No mais meus dias tem sido todos iguais. Esperar, esperar, esperar... Não vejo a hora de tudo isso passar... E poder dar um BELO DE UM GRITOOOOOO!! AHHHHH ME DEIXEM QUE ESTOU LOUCA E QUERO EXPLODIR DE TANTO GRITAR! Mas me contento em só conversar muito, sentar e bater longos papos!

15 comentários:

Visão disse...

Deve ser horrível não poder usar a voz. Não poder se expressar com a fala é difícil e angustiante. Mas espere co paciência e logo vc estará gritando para todo o mundo ouvir,. Melhoras.
Bjs

Atitude: substantivo feminino. disse...

Quando vc gritar daí capaz de eu escutar daqui!!!
Mais importante que gritar, será poder falar falar falar até encher o ouvido dos outros..vc merece!
Continue firme na recuperação. É chata mas necessária!
Bjos

VaneZa disse...

Mas você também... já quer sair gritando.
Uma curiosidade básica... o médico disse que você ia ter uma voz diferente da que você tinha? Não falo da sua voz quando você estava já com problemas... mas a voz antigamente, quando você ainda estava bem. Será que muda?

Beijos... seja paciente (deve tá cansada de ouvir isso, né?)

Ju disse...

Que bom que estás melhorando a cada dia... paciência é uma coisa complicada mesmo, né? Também não tenho muita... mas o importante é que estás caminhando para a recuperação.

Melhoras mais a cada dia!

bjos

Tahiana Andrade disse...

Olá, dama de cinza. Que bom que gostou do meu blog!
Também gostei muito do seu.
Fiquei curiosa para saber o motivo da cirurgia!

Beijos e voltarei mais vezes!

Estou te seguindo!

Bill Falcão disse...

É terrível, dama, mas você precisa esperar, como o médico disse. Como já te disse, também passei por cirurgia no início do ano e paguei todos os meus pecados! Agora, no entanto, vi que valeu a pena aquele sofrimento, pois minha visão melhorou muito.
E um bjoooo!!!

Robson Schneider disse...

bem to acompanhando tudo via msn e emails então... Bjo querida

Sylvio de Alencar. disse...

Cacilda! vc está caudalosa com as palavras!!!!!
Está escrevendo 'caudalosamente'!!!!!!!!! :P

Nada como ficar 'muda' para escrever assim tão... intensamente!

Abrçs!

Ana Wants Revenge disse...

faladeira!!! fique quieta!!!
boa recuperacao viu!

vou te seguir no twitter.
beijos
.
.

Marcos disse...

Recomendar bloquinho... é triste! Só faltou recomendar assistir Charlie Chaplin... sabe pra usar de empatia...rs.

Olha, sorte que tem msn pq ai todo mundo fica igual! Imagino que o mais chato seja o telefone, porque ele toca... e ai?? que fazer...

Amiga, força porque vai ter uma hora que você vai gritar e GRITAR MOOOITO!

BJS

Jean Valjean disse...

Dama, os momentos mais difíceis que enfrentei em minha vida foram os de espera. Nesse gênero 'espera' está a espera pela recuperação da saúde. Nossa, enquanto esperamos é uma eternidade, mas um dia a gente abre os olhos e lá se foram 3 meses, 4 meses, 2 anos, 5 anos...
O que posso extrair de tudo isso? Sempre que a vida, por um motivo ou por outro, me botou deitado, menos comunicável ou com alguma limitação, acabou por obrigar-me a refletir. Tive de introjetar. Fiz viagens para dentro de mim e, pasme, saí de cada momento desses mais forte, mais eu. Saí de cada momento desses mais espírito e menos corpo.
Não gostei da dor, não gostei da reclusão, mas por algum motivo elas acabaram me ajudando. Vi lótus nos pântanos da vida; só fui prestar atenção nas estrelas quando a luz do sol se foi. Só ouvi o canto dos pássaros quando a algaravia ao meu redor cessou.
Se é bom? Não. Mas se é necessário, e eu sou mais do que tudo isso, então enfrento.
Estimo suas rápidas melhoras e espero que você possa voltar a gritar, a cantar, &c. Todavia, continue soltando a voz, digo, os dedos aqui, que eu vou continuar lendo, sim?
Abreijos!

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Que bom que vc está se recuperando, Dama, e imagino que passar por um pós-operatório não deva ser mesmo muito legal... Eu também quero fazer uma cirurgia até o fim desse ano, nunca passei por nenhuma e também fico imaginando como vai ser...

Abraços e tudo de bom pra vc!

jefhcardoso disse...

Essa situação é mesmo muito difícil. Uma amiga recentemente passou por isso, todos do convívio ficamos chateados por ela; mas, o lado positivo é esse mesmo: logo você poderá gritar. Recomendo até um lugar para estimular todos os gritos reprimidos, uma montanha russa. (sorrio).

Abraço e boa recuperação!

Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

Celamar Maione disse...

Dama,
bom saber que sua voz melhorou.
É tão bom ficar com a gente mesma. Curtir. Ver TV. Ler. Escrever. Eu amo.
Por falar nisso, somos geminianas. Quando é seu aniversário ? Ou já passou ?
Beijos e melhoras.

DESASSOSSEGADA disse...

Costumamos sentir falta das coisas apenas quando não podemos né.

Impressionante como nem damos tanta importancia para a voz mas qdo ela some queremos ela de volta a todo custo...


Paciencia, logo vc vai estar ligando para todo mundo conversando até com as paredes.

Bjos