domingo, 6 de dezembro de 2009

Um post sobre gays...

Como todos já sabem, eu sou uma simpatizante da causa gay e dos gays. Muitos passaram pela minha vida e alguns continuam. São pessoas inteligentes, sensíveis interessantes. Acho que por sofrerem socialmente, eles desenvolvem um lado cativante. Se eu pudesse seria lésbica só pra fazer parte desse grupo, mas não é algo que se escolhe, embora todos venham com o maldito termo opção sexual, como se alguém optasse por gostar de alguma coisa. A gente gosta e ponto.

Bem, eu li esse texto no blog do Francisco e chorei, por ver que um homem teve a coragem de escrever algo lindo assim, indo contra todo esse machismo que impera na nossa sociedade!

Queria muito me apaixonar por um homem que pensasse assim, aliás seria fácil, porque certamente o que mais me tá tédio num homem é o machismo. Talvez por isso eu me apaixone tão pouco... rs

Não, isso não é uma cantada pro Francisco, ele já é comprometido com Cris e quero que sejam muito feliz....

Aí vai o post que o Francisco me cedeu para colocar aqui:

"Quem assistiu ao filme "Será que ele é?", poderá pensar que estou fazendo algum plágio. Garanto a vocês que não.
Apenas, mais uma vez a vida imitou a arte, ou vice versa.
Assisti durante a tarde de hoje, uma das cenas mais odiosas, revoltantes e preconceituosas de toda a minha vida.
Tenho um amigo que vale por dez. É o Marcelinho, que também poderia ser chamado Dr.Marcelo, ou ainda Professor Marcelo, afinal, além de advogado, ele também é formado em Publicidade e Propaganda, e leciona na PUCRS. Mas não! Ele gosta mesmo é de ser o Marcelinho, que deixou de lado os tribunais e salas de aula, para exercer apaixonadamente a sua profissão de cabeleireiro.
Perante algumas pessoas, como pude observar hoje, ele tem um gravíssimo defeito. Ele é Gay! E como tal foi humilhado, ofendido e quase agredido por um cliente idiota, que sei lá por quais motivos não gostou do corte no cabelo.
Nos conhecemos há quase 30 anos. Sempre convivemos, assim como com outros amigos hetero ou não, em perfeita harmonia, um respeitando as opções do outro, sendo que no caso dele, o meu respeito sempre foi bem maior. Explico!
Muito jovem, o meu amigo ficou órfão de pai. Começou a trabalhar e com grande esforço formou-se em Direito. Sustenta até hoje, mãe, um irmão com necessidades especiais, e uma sobrinha que está se formando em Fisioterapia. Possui casa própria, carro, paga seus impostos, e anda de cabeça erguida com a consciência tranquila de quem não faz mal a ninguém. Então surge um idiota machista e recalcado, e diz as maiores ofensas que um ser humano possa ouvir.
Imaginei que a reação dele seria de revide, ou até agressão verbal e física, mas não. Educadamente ele pediu desculpas por não ter correspondido às expectativas do "Troglodita", e convidou-o a se retirar do salão.
O mal estar estava instalado, e a emoção e sensibilidade do meu querido amigo, levou-o às lágrimas.
Lembrei-o de como ele é querido por todos os amigos, que não são poucos. Lembrei-o de como ele é digno e respeitado por quem interessa. Lembrei-o, tentando alegrá-lo, de uma Festa Gay, há muitos anos atrás em que ele insistiu para que eu fosse, pois era o seu aniversário. Rimos muito, quando ele recordou a minha cara de espanto ao ser convidado para dançar. Enfim, abracei-o e por pouco não chorei também.
Pessoas como você Marcelinho, são exemplos a serem seguidos. Me orgulho de ser seu amigo. Conheço a sua história, e digo sem medo de errar. Se ser Gay, é ser honesto, amigo, respeitador, e tudo o mais que você é... quero ser gay também!
Afinal, sempre ouvi dizer que para ser Gay, é preciso ser muito homem. Será?
O vídeo abaixo, é uma homenagem para você lembrar "aquela festa" com a sua música favorita.
Um grande abraço ... e um beijo também, porque não?"

8 comentários:

Andrea Mari disse...

Eu me calei por dentro aqui,o que vc disse do seu amigo,a maneira como descreveu,e tbm o apoio e amor ao mostrar o outro lado que com certeza ele tem uma amiga!!!!
dificil admitir que existam pessoas que de tanto preconceito sao capazes de julgar alguem sem nem conhecer,embora todos soframos o mesmo,tem o imbecil que grita sua incapacidade de visao e o tamanho da sua pequines frente as pessoas que no seu ponto de vista seriam diferente e certamente bem resolvido e cheio de estima e personalidade
e concordo c vc que machismo é brochante mesmo...dificil ainda mais se a mulher é forte e tem um pouquinho de auto estima...hahahah um pouquinho ja basta pra mandar pro espaco tipos assim imagina entao lidar com esses tipos arrogantes e que se acham donos da razao.EXCELENTE POSTAGEM!!!!!bom domingo,Dama!!!
bjosss no coracao!

Andrea Mari disse...

coisas de Andrea!!!!dannnn
Franscisco que belissimo texto!!!
tudo que foi escrito acima ta valendo!
Dama parabens pela postagem e sensibilidade exposta aqui!
bjosssss no coracao!

lpzinho disse...

Oiii Dama!
Puxa vida... que post bacana e que texto sensacional!
O chato neste mundo nosso de cada dia é que as pessoas tem o defeito(este sim) de julgar as outras por suas atitudes, gestos, expressões. Olha eu sou delicadinho, me sinto frágil e feminino... pois bem, quer achar q eu sou gay... ache, pronto. Acabou. Quer achar q eu sou bichinha, emo, maricas por isso? Ache... faça o que quiser, mas por favor, siga a sua vida se não quiser a minha amizade.
Ou meu amor.

Sinceramente eu não sou gay... não sou alto, não sou negro, não sou gordo, não sou socialista, não sou rico, não sou pobre... sou apenas HUMANO. Humano nascido com o sexo masculino e só.
O resto é coisa de gente que não tem o que fazer (ou melhor, teria... teria que estar vivendo e sendo útil). To na minha... brinco, me divirto... dou risada de caras que morrem de medo de parecer 'menos homens' como se isso fosse algo de ruim. Ruim é arrotar em público, coçar as partes íntimas no elevador cheio, é bater em mulher, em criança, ser homofóbico, machista, egoísta e corrupto... fala sério! Marcelinho, Francisco, Dama... o post ficou bom demais. Quem dera o mundo mudasse um pouco e as pessoas apenas se amassem, se respeitassem e vivessem em paz!
Beijoooooooos femininos!

Mulher Vã disse...

Gostei imensamente do texto e da forma como o assunto foi abordado, desde já, deixo claro que sou fã dos comentarios do Lpzinho!

Um beijo.

Se o "se" não tivesse ficado só no "se" disse...

Eles são os melhores amigos de uma mulher, quase sempre até mais honestos que elas, já percebeu? TDB.

Raquel Almeida . disse...

adorei seu blog, quero arrumar tempo pra ler tudinho! ;*

lpzinho disse...

Passei novamente por aqui pra te deixar um beijo!

Mundo paralelo disse...

Seu amigo realmente é uma pessoa iluminada, de um coração gigantesco. Pena que não existam muitos exemplares como esse dando sopa nesse mundinho cheio de preconceitos.
Beijos.
M.P.